Close

O FIM DOS JORNAIS

A Future Exploration prevê para 2017 o final da relevância da imprensa em papel nos Estados Unidos. As previsões foram realizadas para todo o mundo e Portugal aparece no grupo dos países onde os jornais em papel deixarão de ter importância em 2028.

fimdosjornais

O documento também aponta as causas para este desaparecimento, dividido-as em globais e nacionais. Entre as globais destaco a emergência dos dispositivos móveis e as dificuldades na identificação de modelos económicos. Mas o gráfico merece uma leitura atenta, por isso aqui fica o link.

JORNALISMO E MOBILIDADE

Nos últimos dois anos temos insistido na crescente importância dos dispositivos móveis no novo ecossistema mediático.
Graças à sua portabilidade, multimedialidade e ubiquidade, estes dispositivos abrem a porta a uma área com grande potencial: a contextualização. Um assunto que abordarei dentro de duas semanas no V Foro Internacional de Periodismo Digital e que voltará a ser tema em destaque no Congresso Internacional Jornalismo e Dispositivos Móveis organizado pelo Labcom, em Novembro.
A Mashable acaba de publicar uma infografia que mostra números interessantes relacionados com a utilização dos smartphones. A estes dispositivos devemos ainda acrescentar os tablets, outro mercado em grande crescimento.

receitas_telemóveis

A infografia é da HighTable.

MOBILE EM CRESCIMENTO

De acordo com a Garter, em 2009 venderam-se 1.211 mil milhões de telemóveis em todo mundo, registando-se um decréscimo de 0,9 em relação ao ano anterior. Apesar desta ligeira quebra, as vendas de smartphones cresceram 20%, com 172 milhões de aparelhos vendidos. Só no último quadrimestre venderam-se 53.8 milhões de unidades, um crescimento de 41,1% em relação ao período homólogo.
As vendas de aplicações para smartphones também estão a crescer: no campo específico das notícias, o The Guardian anunciou que em apenas dois meses vendeu (isso mesmo, vendeu) 100 mil unidades, o que gerou uma receita de quase 350 mil dólares.
Com os smartphones a posicionarem-se rapidamente como primeira forma de acesso à Internet (fala-se em 2020, mas prevejo que aconteça antes), aqui ficam algumas ferramentas que permitem criar versões “mobile” de qualquer site.

error: Content is protected !!